A jovem que sonhava conhecer a neve, conta a surreal experiência na Dinamarca

«Não tem como esquecer a minha reação de felicidade e espanto. É tão macia e queima.»

Patrícia Mayara Pontalti, tem 21 anos e é estudante de veterinária. Paulista, nas horas vagas costuma dedicar ao canal do youtube e ouvir Evanecense.

A jovem não é diferente de muitos entrevistados, ela sempre sonhou viver fora do Brasil. E é neste artigo, que Patrícia contará, um dos momentos mais felizes da vida dela.

É inegável o deslumbramento que a NEVE tem sobre nós brasileiros, talvez, os filmes americanos seja um ponto forte para interiorizar esta imaginação. Somos de um país tropical e quente o bastante, para que este acontecimento não chegue facilmente na nossa casa ou cidade. Claro que há exceção, como a população do Sul, que as vezes possuem o privilégio de ver os floquinhos brancos a caírem do céu na altura do Inverno. Agora, se não podemos ir até o Sul, temos que contentar-nos com os filmes de Hollywood ou então embarcar para um País onde haja esta possibilidade. E então?

#Partiu Vamo para Dinamarca?

A futura veterinária conta que sempre gostou do Inglês, com apenas 10 anos e sozinha, tentava estudar. Aos 16, a jovem entrou para um curso particular e no período de um ano de aulas, a familiarização com a língua foi chegando. Hoje ela confessa, que fala e compreende muito bem a língua estrangeira.

A menina do “Diário da Maionese” ficou durante 17 dias a passear em território internacional. E durante toda a estadia, uma das metas e sonhos, era o de conhecer a famosa neve. O entusiasmo é sentido nas duas palavras enviadas pela jovem «foi mágico!».

Foto do arquivo pessoal da entrevistada
Foto do arquivo pessoal da entrevistada

Penso que seja um pouco frustrante, desejar conhecer algo que depende da mãe natureza e voltar para a casa com a sensação de missão não cumprida, pois o clima e as cirscuntancias não foram favorecidos. Este não foi o caso da entrevistada, o acaso surgiu de repente sobre o céu de Compenhagen. A futura veterinária diz « achei que não iria mais ver neve, já estava programando para voltar em outro momento. Porque aquele ano não iria rolar. Até que em um certo momento, eu reclamava com o meu amigo em Copenhagen, sobre o fato de não ter nevado naquela semana. E em fração de segundos, a neve começou a cair e ele disse: “só porque você falou”. Não tem como esquecer a minha reação de felicidade e espanto. É tão macia e queima. (e  sim, eu comi hahah).»

Patrícia conta que a frase de inspiração que leva e tenta aplicar sobre a própria vida, estava num outdoor à caminho do Aeroporto rumo à Dinamarca Life doesn’t come to you, so go to it.”

Arquivo pessoal da Entrevistada
Arquivo pessoal da Entrevistada

Falando sobre sonhos, principalmente sobre o que levam os brasileiros a partirem para um novo recomeço em outro país, a jovem que já esteve em Londres e vivenciou na Dinamarca um momento significativo, deixa então, uma mensagem para todas as pessoas que desejam em algum momento, não apenas conhecer a neve, mas a oportunidade de estudar fora ou então, trabalhar em território estrangeiro «não desistam! Parece as vezes que é uma utopia, coisa que só se vê em filme ou para quem é rico. Mas deixa eu te contar que para isso eu ralei muito, desde pequena tentando aprender o Inglês sozinha. Fiz um curso “beeem” barato, comparado aos outros no mercado. Só paguei os materiais e trabalhei natal, ano novo direto, mas consegui. E se tiver um pouquinho só de esperança e muita coragem, vocês também conseguem. Podem acreditar. Acredite em você mesmo, afinal só você pode escolher o destino da sua vida, e vai saber onde ele está agora?»

 

11813326_10207109098826658_3692364648976103608_nHá tempos atrás, pensávamos que esta oportunidade de viajar para fora do Brasil, era uma chance apenas para os brasileiros filhos de políticos, fazendeiros, bancários ou até aquelas crianças que estudaram a vida inteira em colégios particulares. Mas não é bem assim, as portas se abriram e as informações chegaram em todas as casas. O que era distante, hoje está próximo. As pessoas me perguntam qual é o melhor caminho para começar a programar a viagem internacional. A resposta vem logo de primeira: ESTE É O PRIMEIRO PASSO. O desejo, a vontade, a questão. Depois, claro que é se preparar financeiramente e psicologicamente. Porque viver fora da nossa zona de conforto, mexe com a nossa alma, com o nosso psicológico e a nossa vida.

Mas fica aqui registado, o sonho da Patrícia Pontalti e a história de vida que tanto inspirou. Ela não deixou que a meta fosse uma fantasia, a blogguer lutou para chegar onde queria, e a conquista? Não veio apenas forma de NEVE, mas um engrandecimento pessoal!

É ou não é, uma história que engrandece?

E você, também tem o sonho de conhecer a neve? Clica no link abaixo, que o Diário da Maionese te levará lá!

O registo de Compenhagen aqui! Partiu Vamo para Compenhagen?

#Partiu Vamo Viajar?

Se você também conhece alguém com uma história inspiradora, contate-nos: partiuvamoviajar@gmail.com ou envie uma mensagem privada para a Página Oficial do Facebook PARTIU VAMO VIAJAR

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s