A história do Engenheiro que foi trabalhar em França

Lucas foi em frente com a oportunidade, vale a pena ler esta história

«Nunca desista dos seus sonhos, pois a única pessoa que sabe a importância deles é somente você.»

582454_248705968596688_1814063401_n

Lucas Pereira Vicente, 26 anos, Engenheiro e amante de tudo que envolve a França. O menino do interior aguça as ideias sobre como é morar, trabalhar e viver na terra dos personagens Asterix e Obelix

Certamente ouvimos falar ou já foi visto na TV algo que nos leva até Paris. O bom seria que São Paulo fosse do lado de Paris! A capital do território Francês surpreende pela grandiosidade das construções e consequentemente do rico passado histórico.

Não é “atoa” que muitos turistas optam por visitar este deslumbrante local e em especial os casais apaixonados. Ah! Paris, Ah! o amor, Ah! os perfumes, Ah! os doces e bolos, Ah! Torre Eiffel, Ah! o Arco do Triunfo e finalmente o Ah! o Champanhe. São inúmeros os suspiros ao recordar de todas as coisas que envolvem esta “cidade maravilhosa e cheio de encantos mil”.

Lucas não caiu de paraquedas na terra de Napoleão Bonaparte, ele foi investir na área profissional visto que havia surgido repentinamente uma única oportunidade da vida. «Na empresa onde trabalho, tenho grandes possibilidades de viajar e crescer. Foco muito no meu futuro profissional, corro atrás de fazer as coisas bem-feitas, inovando e dando ideias para o crescimento da empresa e com isso posso avançar junto com ela.»

#Partiu #VamoparaaFrança?

1379212_384949151639035_1527698124_n

O primeiro destino do engenheiro do CAE foi Vitré, onde morou por seis meses para trabalhar e conheceu o lado talvez difícil da sobrevivência: o inverno. Ele diz que inicialmente tudo parecia legal com dez graus, mas quando a temperatura caiu para números negativos e com neve, o que parecia surreal tornou-se mais complicado no dia-a-dia.

603159_248706251929993_147291263_n

Aprender a língua francesa era essencial para que o jovem tivesse mais autonomia mediante as adversidades. Antes de sair do Brasil ele avançou com aulas particulares, mas foi na terra dos gauleses que o investimento diário na aprendizagem foi “bruto e rústico”, pois ele estudava “tous les jours” (todo o dia).

Segundo o entrevistado as diferenças entre Brasil x França mesmo com o cambio é “loucura total” «eu recebia em euros e quando eu comprava uma Coca Cola com o valor de 1 euro, a alimentação (restaurante popular) 7 euros, o transporte na minha cidade era gratuito, os eletrodomésticos muitooooo barato, bebidas por exemplo: o Whisky Black Label por 15 euros e o Red Bul 1,50 euros.», ou seja, é notável que, mesmo com a moeda superior, os impostos cobrados sobre as mercadorias no Brasil são de mal a pior.

Questiono Lucas sobre Paris e ele conta que ficou impressionado com o tamanho da Torre e com o movimento das lojas comerciais em volta da cidade turística. Hoje ele tem em mente visitar a Ásia (Tailândia) e países localizados na Europa (Itália e Alemanha).

O engenheiro de Minas deixou dicas interessantes para os brasileiros que pretendem visitar a França «eu digo que não foque nas atrações principais do país, por exemplo: Paris. Mas sim nos litorais e cidades históricas. Vocês vão ficar surpreendidos! Em seguida Lucas faz um desabafo «Quando alguém que eu conheço, fala que ficará uma semana na cidade da Luz eu fico triste. Porque a riqueza que eu vi foi ao redor da capital Mont Saint Michel, Saint Malo, Nantes, Vitré….. e por ai vai.»

1381366_384952434972040_1042138326_n

Para fechar a matéria com o estouro do Champanhe e ares de perfumes franceses não poderia ficar sem a mensagem motivadora «vá em frente, corra atrás dos seus sonhos, busque melhorar a cada dia como pessoa, e adquira ao máximo de conhecimento, ninguém tira isso da gente. E boa sorte, pois dificuldades existem mas as superações de cada uma não tem palavras para explicar a felicidade.»

E você, tem o sonho de viver na França?

«Dificuldades preparam pessoas comuns para destinos extraordinários »1377080_384952971638653_1383122561_n

Anúncios

Um comentário

  1. Amei essa matéria, esse rapaz me passa uma segurança e uma sabedoria em suas palavras… Parabéns Lucas, e quando for à Europa VC faça outra matéria dessa pois quero muito ler. E fiquei sabendo que VC já foi para Alemanha também nos conte como foi lá?!
    Bjos.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s