Será que existe a idade certa para sair do Brasil?

Para ele o segredo da felicidade é o otimismo….

Francisco Modesto Leite, 66 anos, casado, pai de duas filhas e avô, é um imigrante. O Senhor que carrega o sorriso no rosto, nasceu no sertão do Pernambuco e hoje vive em Portugal. Ele é a fonte de inspiração para muitos que ainda pensam, não ter a idade certa para seguir um novo horizonte.

Mas será que existe a idade certa para embarcar para outro país?

#Partiu Vamo para Portugal?

O entrevistado vive fora do Brasil há pouco mais de 14 anos, ou seja, com 52 anos de idade foi tentar a vida em outro país. Francisco é conhecido como o Tião das Caipirinhas, isto porque ele percorre as terras lusitanas do Norte ao Sul, trabalhando em festas e feiras a preparar “drinks”. E mesmo isto galera, ele ganha a vida fazendo caipirinhas!

Ele conta que decidiu sair do Brasil, pois na altura o país enfrentava uma crise e havia dificuldades de obter empregos. Portugal foi a primeira opção de embarque, pois a língua dava-lhe conforto, segurança e havia a possibilidade de legalizar sem muita burocracia.

“Tião” diz sentir saudades do Brasil e nunca perdeu os hábitos da Pátria, embora saiba saborear um bom bacalhau e tomar vinho, ele nunca dispensa o arroz, feijão com “bifão” e salada. Com muito bom humor, fala que chegou no país para trabalhar de empregado num restaurante, mas hoje ele é empresário e conta com uma equipe de colaboradores para ajuda-lo nos eventos. Pergunto qual é o segredo do sucesso e Francisco responde «é o otimismo mesmo diante das dificuldades e claro que a vontade de trabalhar».

Francisco Leite todos os anos regressa ao Brasil, ele diz “fujo do inverno Europeu e vou para o calor tropical do meu país», voltar para a casa também é a oportunidade que possui para visitar à esposa que está em Minas Gerais, os netos, a filha mais velha e os amigos de Varginha. O imigrante refere que nestes meses em território brasileiro, faz o possível para visitar os pais que estão no nordeste e ver os irmãos espalhados pelo Brasil.

Não falta muito para o homem das caipirinhas se aposentar, apesar de contar os dias para voltar ao país de origem, o empresário não tira a hipótese de trabalhar na alta temporada de Portugal. Para finalizar a matéria o senhor sorridente informa que não existe a idade ideal para sair do Brasil, o importante é ter vontade, garra, persistência e fé em dias melhores.

11796352_10200791620228200_4268970224130317985_n

É ou não é, uma história inspiradora?…

Janaína Nunes Leite

Anúncios

4 comentários

  1. Essa matéria me deu uma esperança enorme. Muito boa sorte a ele, mais e mais. Eu tenho 47 anos, sou qualificada, falo Inglês fluentemente, mas ainda não consigo visualizar um meio estável de ir embora. Essa matéria me comprovou que, na idade que for, com crise ou sem crise, sempre é tempo de buscar o que funciona para a gente.

    Curtir

    • Boa tarde Andreia
      O objetivo é mesmo encorajar as pessoas a seguirem um novo caminho. É preciso ter coragem, e as vezes “estômago” para enfrentar as mudanças. Mas nada melhor que um dia após o outro. Quando decidir embarcar, avise-nos, não tenho dúvidas que a experiência servirá de inspiração para muitos corações. #PartiuvamoViajar?

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s